Bird Set Free

   Olá pessoas!Sou a Débora, nova colabora aqui do My Secret World. Esse é meu primeiro post, um texto de autoria própria inspirado em 2 músicas da cantora Australiana Sia. Bom! Espero que gostem 



 Frio. Vazio. Ela está sozinha.
   Deitada sobre a bancada, braço esquerdo está entre a mármore e a testa, braço direito está jogado para fora da bancada.
   Barulhos de pingos caindo em uma poça... Cai um; dois; três... Ela perdeu a conta depois do 8° pingo...
   A mão largada para fora da mármore gelada da bancada. São gotas de sangue. Escorrem do seu braço e se juntam a poça no chão. Cada tilintar faz sua espinha arrepiar-se, mas ela não sente.
   Ela não sente.
  Vazia.
  Mas ainda há um fio. Há uma voz. Bem no fundo do seu ouvido, baixinho. Uma voz rouca mas com um timbre afinado. A combinação perfeita da letra com a melodia e a voz.
     "Grandes garotas choram quando seus corações estão partidos..."
   Ela tenta se concentrar na letra para recompor os sentidos... Nada.
   Acabou. Ou ela simplesmente parou de ouvir. A voz continua, outra melodia, outra letra, outro pingo, mais uma dúzia de pingos, outro esforço, outro nada. Outro fracasso.
   Era como se estivesse alucinando. Mas no fundo do pouco que restara de sua consciência, ela lembrava que havia deixado no fundo da sala o que a acalmava: música.
    Um anjo, um par de asas: uma ferida e da outra, somente a cicatriz como lembrança de que um dia houvera uma asa ali.
   Ela levanta a testa, tudo ao redor gira com o movimento brusco. Não tinha noção de quanto tempo estava ali ou quantos "pingos" perdera, mas sabia que eram 4 da manhã e aquela voz não a deixava, talvez esquecera no repeat ou apenas eram músicas demais.
   Tentou olhar para a janela para ver se ainda estava escuro, mas a força do movimento a levou de volta para o braço já dolorido na bancada... A cada trecho de música que acelerava as batidas de seu coração, buscava dentro de si o máximo para sair dali, mas era em vão.
   Até que...
   Piano. Ou teclado, não estava sã o suficiente para distinguir.
   A voz começou novamente e ela sabia que ali teria que tomar a atitude.
     "Asas cortadas... uma coisa quebrada... tinha uma voz mas não conseguia falar..."
   Era a música dela, a música que conversava com ela, dizia aos poucos como estava e aquilo foi tecendo fio por fio dentro dela.
     "Mas há um grito lá no fundo que todos tentamos esconder..."
   Ela levantou a cabeça.
   Não se importou com a tontura ou o braço dormente.
   Quando a dor vai joga-lá para baixo novamente, a voz diz ao fundo "eu não quero morrer", os fios já tecidos dentro de si fazem sua consciência retomar e ela (a consciência) pergunta para o coração: "você quer morrer?"
   Ela toma impulso e chacoalha o braço ensanguentado e se põe sentada quando o refrão começa:
     "Não vou me importar se cantar fora do tom;
Eu me encontro nas melodias;
Eu canto por amor, eu canto por mim,
Eu grito como um pássaro libertado."
   Ela pula da bancada.
   Anda devagar pra não escorregar nas poças de sangue, depois se preocuparia em limpar a sujeira, tinha algo importante a fazer.
   Vai até o banheiro e abre o chuveiro, no gelado mesmo e vem mais uma faísca da música:
     "Agora eu voo, acerto as notas altas;
Eu tenho uma voz, me escute rugir essa noite;
Você me segurou mas eu lutei bravamente."
   Saiu do chuveiro. Trocou de roupas e respirou fundo, o mais fundo que conseguiu e quando chegou o último refrão, seus pulmões se abriram e ela rugiu:
      "Não vou me importar se cantar fora do tom;
Eu me encontro nas melodias;
Eu canto por amor, eu canto por mim,
Eu grito como um pássaro libertado."
          Então, ali ela renascia.
          Em seu próprio calor. Cheia de voz. Não estava mais sozinha. Agora tem a música.

~Mz. Hyde

22 comentários

  1. Olá Débora
    Adorei poder ler seu texto por aqui e seu post ficou ótimo. As músicas podem nos inspirar sempre né?! As palavras estão super em sintonia, parabéns <3
    Boas leituras!
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Essa frase "Grandes garotas choram quando seus corações estão partidos..." me fez ficar pensando: Nem precisa ser uma grande garota, mulher, ser humano, a gente chora e pronto!!!
    Adorei o texto, muito sensível!!!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi, flor!
    Parabéns pelo texto. Eu gostei dele... Acho que a música escolhida foi perfeita, não? Entendi que essas frases em itálico eram da letra. Gostei. Acho que, às vezes, só precisamos mesmo nos forçar a seguir em frente e logo a vida passará a fazer sentido novamente.

    Beijos!
    www.myqueenside.com.br

    ResponderExcluir
  4. Olha primeiramente parabens pela sua escrita, porque o texto está lindo.
    Já faz um bom tempo que não leio nada assim. Acho que mais blogs deveriam fazer mais como você, porque tem textos que nos fazem pensar e refletir e isso é algo que tem chamado muita atenção dos leitores. Espero poder ler ainda outros aqui em seu blog. Andei sumidinha, mas tentarei passar mais vezes por aqui =]

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/09/reflexao-parte-6.html

    ResponderExcluir
  5. Oie!
    Sua escrita é incrível, envolvente e cativante. Adorei a ideia de juntar a música com um texto, ficou muito bom.
    Beijos, Lari.
    Segredosdeumacerejeira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Olá
    Primeiramente, meus parabéns por ser colunista aqui, que seu trabalho seja bem reconhecido. Sefundamente, eu amo a Sia, tenho quase todas as músicas dos dois últimos álbuns dela, mas tmbemcam os suas parceriaa e sua voz é incrível. Quanto ao texto, eu nem vou dizer divino o quanto ele está belo, gosto quando os blogueiros trás esse textos pra colocar os seus leitores para pensar rses. Adorei, até mais vê amore
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Adoro a música "Bird Set Free" da Sia e achei seu texto bem a ver com a música e conseguiu passar a mensagem para quem está lendo. Amei o texto, parabéns! :)
    http://www.virandoamor.com/

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    Embora desconheça as músicas da cantora australiana Sia, achei que elas ficaram muito bem colocadas no texto. Amo tudo que envolva música e achei a sua escrita envolvente e agradável. Já pensou em escrever um livro rsrs acredito que seria bem interessante.
    Bem vinda ao blog e mal posso esperar para ler mais textos de sua autoria.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Não lembro dessas músicas da Sia, mas adorei seu texto, gostei dessa alternância entre o texto e a música!
    Adorei saber que a 'personagem' se encontrou e não ficou sozinha, pois tinha a música!
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. oIE...
    Adorei conferir seu post! Você leva muito jeito com as palavras ;)
    É incrível como músicas podem nos inspirar, né? Sempre que falta inspiração ouço algum som e toda a criatividade volta a brotar <3
    Quero ler mais textos por aqui .
    Bjão

    ResponderExcluir
  11. Oie
    Tudo bom?
    Então eu adoro a Sia as musicas dela geralmente são fortes os clipes lindos.
    Amei seu texto ficou muito bacana
    Bju
    Mary Reis

    ResponderExcluir
  12. Olá,
    Também adoro a Sia e ela me inspira diariamente meu meus trabalhos! Muito bom o texto, bem construído e com linguagem de fácil acesso! Lacrou!

    ResponderExcluir
  13. Oi Débora, tudo bem?
    Uau, adorei seu texto. Acho incrível quando as pessoas conseguem escrever textos inspirados em músicas, ainda mais se tratando de uma cantora incrível como a Sia. Queria ter essa habilidade também, pois você escreve super bem!

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  14. Olá,

    Desde do ano passado comecei a gostar muito das músicas da Sia. Bird Set Free é realmente maravilhosa. Gostei do seu texto, profundo demais, cheio de sentimentos expostos e passou bem a mensagem das músicas da cantora. Seja Bem Vinda a blogsfera, já que é o seu primeiro post.

    Abraços
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  15. Oie!!!!
    Parabéns pela coluna!!!!
    Achei bem interessante você ter criado uma estória e encaixado os versos da música nela!Ficou realmente muito bom!
    Aguardando por sua próxima coluna!
    Bjinhos ;)
    Elaine M. Escovedo
    Caminhando Entre Livros
    Http://www.caminhandoentelivros.com.br

    ResponderExcluir
  16. OI!!!

    Gostei bastante do texto e saber que assim como eu outras amigas blogueiras também se dedicam a esse ofício. Parabéns por entrar no blog e que leiamos mais obras suas, o fator da música dá um Q a mais e demonstra o quanto seu dom é maravilhoso. Beijos!!

    ResponderExcluir
  17. Eu amo a Sia, e o seu texto aumentou ainda mais meu amor por essa música, gostei das suas palavras, que souberam expressar bem o que você estava pensando, música é algo que nos abre novos horizontes, espero que continue fazendo posts excelentes, bem vinda

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    Gosto muito das músicas da Sia. O texto que você criou é bem profundo e reflexivo. A música ajudou a a pessoa que estava querendo findar a sua vida. Realmente a música é um alimento para a alma e ela serve para qualquer momento da nossa vida. Eu amo música.
    Amei o seu texto.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  19. Começou bem hein guria! Parabéns pelo belo texto. Não conheço a cantora que te inspirou, mas seja ela quem for, fez um ótimo trabalho de inspiração. Seja bem vinda e que traga textos ainda mais bonitos que este.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  20. Oi, flor.

    Gostei bastante do seu texto e gosto muito das musicas da Sia. Seja bem-vinda ao blog e que vc continue com posts parecidos com esse. Eu vou amar! Boa sorte nessa sua nova jornada aqui no blog e espero encontrar mais textos seus por aqui.

    beijos!
    www.anebee.com.br

    ResponderExcluir
  21. Moça, como está?
    Permita-me dizer que gostei muito do teu texto e que apesar de (ainda) não ser tão fã da Sia, adoro a voz dela e acho algumas músicas dela muito bonitas.
    Uma delas sendo "My Love", na qual sou viciada.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  22. Oi, tudo bem?
    Uau que texto mais lindo! muito inspirador e emocionante, meus parabéns pela sua escrita! já quero ver mais textos seus por aqui!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir

Obrigada por deixar a sua opinião!