Resenha: Filhos da lua: o legado

Sinopse
Você consegue imaginar que a vida que te ensinaram a viver pode não ser aquela para a qual nasceu? Que tudo o que acredita pode não ser inteiramente verdade? E que existem criaturas conhecidas como trocadores de pele vivendo entre nós?
Em Filhos da Lua: o Legado, você descobre um novo universo de fantasia urbana, tendo como cenário inicial a cidade de Santos, em São Paulo. A autora apresenta uma aventura cheia de mistérios cuja personagem principal é Bianca, uma adolescente que não imagina que sua chegada na cidade desencadearia uma série de acontecimentos capazes de transformar completamente a sua vida e revelar os segredos de um perigoso mundo. 





Resenha

Filhos da Lua nos apresenta uma nova mitologia sobre os lobisomens, mas eles não gostam deste termo preferindo serem chamados de Karibakis. Eles podem ser parentes ou trocadores de pele e são divididos entre as linhagens: Destemidos; Uivadores; Furtivos; Furiosos; e Farejadores. Cada uma da linhagens possui dons especiais. Sendo que a linhagem do farejadores esta extinta até a descoberta do legado na Bianca, que é a protagonista do livro.

_O que ela fez?_ perguntou confusa._Te obrigou a falar a verdade_explicou Nicole_Os destemidos têm esse dom e podem força qualquer um a falar a verdade...


No livro também á aparições de taus, fantasmas e espíritos. À existência dos Pérfidos, Vorazes, e os corvos.



Os Pérfidos são os karibakis que traem a própria raça com o intuito de agradar seu deus criador Hoark de todas as formas possíveis. Já os Vorazes são filhos de dois trocadores de pele, onde eles permanecem em sua forma de besta.



O livro é narrado em terceira pessoa, e é dividido em duas parte:



  • Parte I: O Legado: Essa parte do livro narra quando a Bianca encontrou-se pela primeira vez com os karibakis, e como reagiu diante deles. A estória começa a ficar boa após os acontecimentos na Boate da Barba Azul. 
Bianca também se apaixona por Lucas. E é no final da primeira parte em que aparece o personagem Julian (já disse que amo o  Julian). Outro fator muito importante ha ser destacado nessa primeira parte é que o cenário é a cidade de Santos. 

  • Parte II: O Refúgio: Essa parte é uma consequência de acontecimentos que se desencadearam na parte I, em especial após a noite na Boate Barba Azul. 
Aqui vai ser narrado a chegada da Bianca ao refúgio dos Karibakis, o lugar mais seguro para eles, onde são protegidos por uma tecnologia muito mais avançada do que a dos humanos. Aqui a Bianca vai ser treinada e também vai ser surpreendida. 

_Triste em me ver?_Disse Julian. Ele acabara de sair da escuridão a apenas dois passos dela. Ele também carregava uma mochila nas costas._ Tem muita coisa que precisa aprender sobre nós os Furtivos. A sombra e o silêncio são nossos melhores amigos.

Os Karibakis estão vivendo em guerra a muitos anos, por isso os inimigos vão tentar de todas as formas capturar a ultima farejadora. 
O livro se passa em torno disso, a descoberta de Bianca Bley como a ultima farejadora.

O que dizer desse livro? Sinceramente, esse livro até então foi um dos melhores nacionais que li este ano. O final dele me surpreendeu muito. Ele possui sim alguns erros na escrita, mas nada que atrapalhe a leitura, e também não gostei de algo que aconteceu na Boate Barba Azul. Na Boate aconteceu algo com o amigo da Nicole e da Bianca, mas depois esse acontecimento não foi mais abordado, o que contraria um pouco a personalidade da Bianca, já que em todos os momentos ela se mostrou uma pessoal com fortes sentimentos e sempre tenta ajudar as pessoas de alguma maneira. 

12 comentários

  1. Estou doida para começar a ler esse livro!!
    Mas o tempo não aparece :/

    Gostei muito da sua resenha!

    Beijos,
    Ludy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ludy você vai amar ele, só tenho isso a dizer haha
      Beijos

      Excluir
  2. Marcella arraso escrevendo esse primeiro livro. Cara a mulher conseguiu ser mais má que a Thais Lopes. Se preparem para fortes emoções, só isso a dizer!
    " Não amamos o que queremos, mas o que não escolhemos"
    Beijo Grande!!!

    http://podistante.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Brenna, obrigada pela sua resenha! Fico muito feliz que tenha gostado do livro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Impossível não amar <3 <3 ainda mais com um personagem tão perfeito como o Julian haha

      Excluir
  4. Oii
    Não conhecia esse livro, parece ser uma leitura bem interessante e com uma história legal, gosto de livros com esse tema. Que bom que curtiu a leitura.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Denise! O livro é realmente muito bom, vale a pena lê-lo.
      Obrigada pela visita.
      Beijos!!

      Excluir
  5. O que achei de mais incrível na história é o quão diferente foi tratada a mitologia dos lobisomens, é um ponto ruim ter se esquecido do amigo da escola, porém é algo que eu demorei para me lembrar de tanta coisa ocorrendo.

    http://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também gostei da forma pela qual os lobisomens foram tratados.

      Excluir

Obrigada por deixar a sua opinião!